Skip to main content

Por que o BrERP é essencial para sua empresa?

 

ERP

Muitas empresas hoje tem um privilégio de desfrutar de um total controle de sua empresa, ampliando exponencialmente os resultados da empresa que só o sistema BrERP pode oferecer, com toda sua flexibilidade e sua interface amigável ao usuário, possibilitando controlar processos complexos de uma maneira simples mas completa.

Mas afinal, quais as funcionalidades que o BrERP oferece para melhor controle da sua empresa? Aqui vão algumas delas:

  • Executa tarefas cruciais da empresa, aumentando a qualidade dos serviços aos clientes, melhorando a imagem da empresa, lucros e automatizando sua produção;
  • Possibilidade de troca de informações em ambientes distribuídos;
  • Integração das informações de departamentos, escritórios e fábricas da empresa, bem como das várias empresas pertencentes ao mesmo grupo financeiro;
  • Resolve muitos dos problemas comuns nas empresas, como por exemplo: gestão de estoques, financeira, comercial, compras, produção, manutenção, serviços e controle de qualidade;
  • Não destina-se apenas as necessidades atuais da empresa, pois fornece oportunidades de melhoramento contínuo com valiosas informações disponibilizadas para a tomada de decisões;
  • Fornece informações inteligentes: suporte a decisão com risco calculado, informação executiva, prevenção de erros.

Essas são apenas algumas funcionalidades do BrERP, um poderoso sistema que vai muito além de do controle total da sua empresa, melhorando a imagem, os custos, automatizando processos e reduzindo os gastos, aumentando exponencialmente o crescimento monetário, quanto cultural dentro de todas as áreas que o BrERP é implantado. Não perca essa oportunidade! Conheça o BrERP e descubra um mundo abrangente de conhecimentos e resultados para sua empresa.

 

Continue Lendo

Por que conhecer a Rotatividade de Estoque ?

estoque

Primeiramente, o que seria o estoque ?  O estoque é quantidade de mercadoria armazenada para um determinado fim(venda, consumo, etc…).

 

E a sua rotatividade ?

A rotatividade ou giro de estoque é baseada em um calculo que nos indica quantas vezes e com qual frequência o estoque teve que ser renovado, com essa informação podemos analisar o tempo de permanência de um produto e qual a sua procura. Tendo essa informação em mãos pode-se chegar em um equilíbrio entre demanda/estoque.

 

E por que seria importante saber isso ?

A importância de saber a rotatividade de seu estoque é para melhor se organizar e não deixar faltar ou sobrar produtos, que em ambos os casos é ruim para os negócios. Faltando o produto o cliente irá se aborrecer, a empresa perderá um cliente em potencial e poderá perder confiabilidade. O produto parado no estoque é um capital investido sem retorno, que muitas vezes pode ser perdido se tratando de produtos com prazo de validade ou que podem se tornar ultrapassados.

Tendo a informação do giro de estoque em mãos podemos nos programar para manter o estoque com produtos sempre disponíveis e garantindo a menor perda de capital possível. Com essa informação também pode-se tomar medidas para “esvaziar” o estoque, como promoções e ofertas, pois quanto maior o giro de estoque, maior a quantidade de vendas, chegando assim mais perto do objetivo estipulado.

 

Ainda ficou um pouco obscura a explicação ?

Bom um exemplo didático e de fácil entendimento:

Imagine que seu estoque possui uma certa quantidade de um determinado produto A e de um produto B. O produto A é bastante procurado em certa época do ano, enquanto o produto B quase não é procurado. Não faz sentido manter um estoque alto do produto B, sendo que ele não é procurado. Já em relação ao produto A é importante ter uma alta quantidade.

Fazendo o calculo da rotatividade de estoque obtêm-se as informações necessárias para essa tomada de decisão.

 

Como realizar o calculo :

O calculo é simples e consiste apenas dividir o total de vendas pelo volume médio armazenado.

Para isso, precisa-se definir o período a ser calculado, o total de produtos vendidos nesse período e o volume médio no inventário, podendo ser em itens ou preços.

A seguir alguns exemplos :

  1. O estoque médio de uma loja de produtos eletrônicos é de 50 aparelhos de TV e a empresa vende 500 aparelhos por ano. Dividimos 500/ 50, obtendo o resultado dez, isso significa que temos dez giros no período de um ano, ou seja os aparelhos são repostos dez vezes durante o ano.
  2. Agora imagine que cada aparelho custe R$ 1000.00 a preço de compra. O estoque médio a preço de compra é de R$50 mil e o volume de vendas ao ano é de R$ 500 mil. O número de giros de estoque será de 500 mil divido por 50 mil, que é igual a 10 giros de estoque no ano.
  3. Para saber o tempo médio, dividimos o número de dias em um ano(neste caso) pelo número de giros. 365 dividido por 10 giros é igual a 36,5 dias. Ou seja o estoque de televisões teve uma rotatividade em média de 10 vezes ao ano a cada 36,5 dias.

Para facilitar a obtenção dessas informações, existem algumas ferramentas conhecidas como Sistemas de Gestão Empresarial que fazem o calculo automaticamente de acordo com as informações inseridas, gerando relatórios completos para assim chegar ao equilíbrio demanda/estoque.

 

Conclusão:

Em uma empresa é NECESSÁRIO saber a rotatividade de estoque, conseguindo assim diminuir os prejuízos e não pecar em relação à disponibilidade, chegando assim no tão esperado lucro.

 

Continue Lendo

Desenvolvendo mobile: por onde começar?

Leonardo Antunes
mobile-development
Android, iOS, Java, Objective-C, Swift, C#, Xamarin, Cordova, React, Javascript. O universo mobile (Assim como qualquer outra plataforma no desenvolvimento de software) pode parecer muito confusa e assustadora para aqueles que pretendem começar a programar. O intuito deste artigo é desmistificar e direcionar o leitor a escolher um nicho dentro de uma gama tão grande de opções.

(mais…)

Continue Lendo

Mudar é difícil, mas é necessário!

Bruno Ferreira

zona-de-conforto1

 

Todo processo de mudança envolve uma ruptura com conformismo e com o status quo, é ter vontade e atitude para quebrar paradigmas, dogmas e  muitas vezes pré-conceitos.

Compreender racionalmente que mudança é benéfica e necessária, é um dos passos, posteriormente iniciam processos complexos como questionamentos, alto grau de esforço e meritocracias do resultado, como por exemplo: mudar por mim? mudar pela empresa ? mudar pelo meu chefe ?

A verdade que resistir muitas vezes é mais fácil do que enfrentar o novo, que aceitar que opiniões formadas podem estar equivocadas. Resistir não causa danos e é confortável , mas vale lembrar que ser inovador é um fator diferencial para o atual Mercado de trabalho. Como dizia Piaget, “necessitamos acomodar novos esquemas para assimilarmos e internalizarmos novas estruturas para prosseguirmos nosso caminho de aprendizagem.”

Em implantações de software, trabalhamos com 4 estágios de  mudanças:

  • Choque-Inconformismo: É fase onde o usuário cria maior resistência e quer evitar de toda forma a mudança.
  • Aceitação-Reorganização: É fase que houve a mudança e mesmo assim busca argumentos de forma incessante, afim de comparar com o estado anterior. Busca voltar ao conforto.
  • Revitalização: Entende que a mudança houve e aceita que será necessário restabelecer bases, mas mesmo assim reluta em buscar novos conhecimentos.
  • Performance: Aceita o processo de mudança e entende que era necessário, encontrando novas fontes para o conforto e conhecimento

De um modo geral, podemos representar as fases negativas dos processos mudanças através do gráfico abaixo:

oficina-gestaomudancasbgcsp-29-728 (1)

Continue Lendo

A importância da estimativa no desenvolvimento

Guilherme Lima

quadro-kanban

 

Incerteza como parte fundamental

 

Assim como em todos os campos do conhecimento, gerar estimativas sugere maior chance de acerto no resultado final, a estimação de software é fundamental para qualquer projeto, principalmente quando envolvem custos, esforços e prazos.

Estimativas de custo, esforço e prazo são geralmente demandadas por clientes, sendo assim o gerente do projeto precisa ter uma base para o planejamento e tomada de decisões durante o processo.

Dentre muitas das contribuições da estimação nas fases de um projeto, podemos destacar que ela também contribui para um maior entendimento do problema e provê um horizonte para a conclusão do projeto ou da iteração.

(mais…)

Continue Lendo